poesia, Carlos Lopes Pires

quarta-feira, 25 de março de 2020

mas se foste tu
quem tudo fez

incluindo a luz
e a sombra que todos
os animais carregam

em que parte
da tua criação

se abriram
as minhas mãos

domingo, 22 de março de 2020

foi-lhe dito por uma voz
que parecia vir
do céu

foi-lhe dito

foi-lhe dito
que eras tu

e acreditou

domingo, 9 de fevereiro de 2020

sobre o chamado dia D, desembarque aliado nas praias da normandia, onde estive por diversas vezes.



alguns levavam rosas

mas era uma coisa tão forte
que havia lá fora
e era a morte

era uma coisa cega
que repetia e repetia
uma ferida muito funda

que era uma canção de embalar
que era a morte

alguns levavam rosas
e a boca aberta
no coração

mas a coisa cega
repetia e repetia

até à morte

terça-feira, 28 de janeiro de 2020

dias bonitos os que tenho
passado em tua casa

como posso ser tão
mal-agradecido

as coisas que me trazes
das tuas noites de abundância

que são tantas
a encher-me o coração

que nada me falta
mesmo se não estás

como posso ser
tão cego

quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

           o meu amigo pedro jordão fez 83 anos

atravessei mais de metade
da minha vida
para chamar-te amigo

que é só um nome
eu sei

e então penso
que é tão pouca a vida
para um nome tão pequeno

uma mão que se abre
onde tu possas nem estar

e no entanto
fazer-te sempre parte
da outra vida

que ainda me reste

terça-feira, 21 de janeiro de 2020

rompi o silêncio
para estar contigo

mas tu já nunca me vês

já não reparas nas minhas mãos
nem perguntas onde estão

demasiados pássaros
e poucas rosas

e no entanto
ando de par em par

em busca
do teu coração

                   (se um dia houver domingo à tarde, 2021)

segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

                        para maria  

como pode a luz
parecer-se tanto contigo
e depois há as laranjas
onde tocas as tuas mãos iluminadas
inaugurando no mundo um mistério
que só as aves pressentem
e pergunto como podes tu ser
uma árvore tão fecunda
e das tuas folhas
água e rosas
e te pareces tanto com a chuva
         
                              In Te Quiero, 2011